Pular para o conteúdo

Publicidade


Publicidade

Início » Bancos privados sobe 7,8% cerca de R$ 18 bilhões

Bancos privados sobe 7,8% cerca de R$ 18 bilhões


    Publicidade


    Publicidade

    Lucro de bancos privados sobe 7,8%.

    A quantia representa o maior lucro dos bancos privados em quatro anos. Segundo o Banco Central (BC), o lucro das instituições privadas somou R$ 18,1 bilhões em 2017.

    Apesar de um crescimento de apenas 7,8%, esse valor é de R$ 1,3 bilhão maior do que o lucro alcançado no ano anterior. A receita líquida dos bancos privados cresceu 10,em alcançando R$ 107,9 bilhões.

    A maior fatia do lucro dos bancos privados (R$ 10,2 bilhões) veio dos grandes bancos, aqueles com mais de R$ bilhões em ativos. Os bancos médios (com ativos entre R$ bilhões e R$ bilhões) lucraram R$ 7,1 bilhões, enquanto os bancos de menor porte (com ativos até R$ bilhões) lucraram R$ milhões.

    Os bancos públicos também tiveram um resultado positivo em com um lucro de R$ 2,5 bilhões. Esse valor é 9, menor do que o lucro alcançado no ano anterior, mas ainda representa a maior arrecadação de lucro para os bancos públicos desde 2012.

    Apesar do lucro dos bancos privados ter crescido em esse crescimento veio de forma menos linear do que nos anos anteriores. Em o lucro dos bancos privados cresceu 14,em relação ao ano anterior.

    Embora seja um dado animador, o crescimento de 7, no ano passado deixa os bancos privados aquém dos níveis de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), que foi de 1,no ano.

    Apesar de os bancos privados estarem crescendo menos que o PIB, o lucro dos bancos privados ainda é maior do que a inflação. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulou alta de 2,em 2017.

    O lucro dos bancos privados ainda é maior do que a inflação.

    O crescimento menor do que o PIB pode ser explicado pela Selic, que está em 12,ao ano. Essa alta da Selic impacta diretamente nos juros cobrados dos consumidores, reduzindo o poder de compra das pessoas.

    Com isso, os bancos privados tendem a ter menos demanda por crédito e aumentar os juros cobrados dos clientes. Dessa forma, o lucro dos bancos privados cresce, mas a taxa de crescimento é menor do que no passado.

    Apesar de esse cenário, os bancos privados ainda têm lucro e a receita líquida cresceu 10,em Esse crescimento deve ser creditado, em parte, à redução da inadimplência.

    A inadimplência caiu de 7 para 6, em Essa queda é resultado do aumento da taxa de emprego, da melhoria na renda e da redução dos juros.

    Como os bancos privados estão lucrando mais, a conclusão que se pode tirar é que esse é um setor saudável, que está se adaptando ao cenário econômico atual.

    Além disso, a redução da inadimplência é um bom sinal, pois mostra que a economia está se recuperando e as pessoas estão voltando a ter condições de pagar as suas dívidas.

    Saiba mais no portal.

    Carregando a página…

    0